São Luís do Maranhão é a única cidade brasileira fundada por franceses, no ano de 1612. Mas depois de uma breve invasão holandesa, acabou sendo colonizada pelos portugueses. E foi graças a eles que a capital maranhense ganhou um dos seus maiores atrativos: um conjunto arquitetônico admirável. O centro histórico, localizado no bairro de Praia Grande, possui mais de 3.500 prédios antigos, sendo que a maior parte deles é de sobrados revestidos de preciosos azulejos portugueses. Não é a toa que o bairro foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, em 1997. E que São Luís ganhou o apelido de Cidade dos Azulejos.

Imagem: Fachada revestida de azulejos antigos em São Luís do Maranhão. Foto: Frank Kramer.

Fachada revestida de azulejos antigos em São Luís do Maranhão. Foto: Frank Kramer.

A cidade dos azulejos

Vale a pena passear pelas ruas estreitas do centro para admirar o casario e as fachadas azulejadas. Aliás, dizem que os portugueses cobriram as paredes com azulejos para proteger as casas do calor e das chuvas tropicais. Os espaços, que nos séculos 18 e 19 eram moradia de nobres e abastados, hoje abrigam museus, espaços culturais, lojas e restaurantes. O Museu de Artes Visuais, por exemplo, tem um acervo composto por azulejos coloniais, arte sacra do século 17 e pintura maranhense contemporânea. Já o museu Casa de Nhozinho homenageia o trabalho de um dos artesões mais importantes da região, Antônio Bruno Pinto Nogueira, o Nhozinho (1904-1974). Mestre no entalhe da madeira e no trançado do buriti, Nhozinho confeccionava barquinhos, carrinhos de boi, figuras de presépios, miniaturas de animais e personagens populares.

 

E se você voltar apaixonado pela azulejaria maranhense, como nós, não se preocupe! A Oxford se inspirou no tema para criar duas decorações de louças a Floreal São Luís, em tons de amarelo e azul, e a Floreal Luiza, em tonalidades claras arrematadas com preto.

Imagem: Louças da coleção Floreal São Luís, com desenhos inspirados pelos azulejos da capital maranhense.

Louças da coleção Floreal São Luís, com desenhos inspirados pelos azulejos da capital maranhense.

 

Imagem: Coleção Floreal Luiza, com relevos e padronagens que remetem aos casarões de São Luís do Maranhão.

Coleção Floreal Luiza, com relevos e padronagens que remetem aos casarões de São Luís do Maranhão.

 

Além dos casarões do centro histórico, confira outras atrações de São Luís:

  • A festa do Bumba-Meu-Boi, que acontece na segunda metade do mês de junho e reúne cerca de 250 grupos folclóricos nas ruas da cidade. Se não puder ir nessa época, vale conhecer a Casa do Maranhão, que conta um pouco da origem da festa.
  • Praia do Calhau, a mais bonita da cidade, com quiosques, calçadão e parquinho para as crianças.
  • Museu Histórico e Artístico do Maranhão, localizado no Solar Gomes de Sousa, casa centenária que reconstitui o cotidiano da cidade no século 19, através de peças de mobiliário, louças, porcelanas, etc.
  • Teatro Arthur Azevedo, em estilo neoclássico com detalhes do Barroco, encontra-se restaurado e aberto para visitas guiadas e espetáculos.
Veja mais